quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

CLAREZA

Amor,


Encontrei um lugar onde minhas loucuras não são mais consideradas pensamentos insanos e fora do padrão. Encontrei um lugar onde sou acolhida como sou, com virtudes e defeitos. Neste lugar meus sonhos curam, meus pensamentos se elevam, minha alma sorri. É um lugar de riquezas, possibilidades, cheio de luz. Nas partes escuras deste espaço existem estrelas e quando não as vejo sei que estão lá. Me sinto agora pertencer. Tenho coragem de permitir a mim mesma as instâncias da fragilidade e da vulnerabilidade. Há solidariedade, compaixão, amor, alegria e harmonia. Descobri um universo... Descobri assim como tiramos a coberta de manhã ao levantar... Neste lugar eu sou aceita como eu sou e posso dar vazão a minha intuição porque sei que posso confiar nessa inspiração. Aqui eu me sinto em casa e estou conectada com a fonte inesgotável de recursos naturais. Neste mundo novo há abelhas, beija-flores,pavão, pássaros que batem em portas em horários inusitados, brancas de neve, clareza, transparências,  raios de luz, tecidos e trouxinhas que curam, água cristalina, jasmins, pitangas, acerolas, árvores fortes, chuva que limpa, fogo que aquece. Aqui descobri que é preciso esperar o tempo do fogo, que o fogo pode ser gentil, suave, generoso, íntimo... que não existe um padrão... Aqui o conto de fadas se fez e se desfez com honra, deixando consigo a verdade da união sagrada, da Mãe terra, de jornadas que nos acolhem como bebês no útero materno, lavando nossos pés e nos dando banho de mel e de amor... Cantando pra nós... "Deixe eu dizer que te amo, deixa eu gostar de você, isso me acalma, me acolhe a alma, isso me ajuda a viver..." Neste lugar eu senti a cura do abandono e da rejeição... Nesse lugar eu me senti profundamente grata a todos ao meu redor e com vontade de oferecer flores brancas, amarelas, cor de rosa, azuis... Aqui aprendi que o veneno contém dentro de si o antídoto, é o veneno que cura, renova, transforma, transmuta. Aprendi que posso chorar as minhas dores e deixá-las ir em lágrimas que lavam a alma e me ensinam a perdoar... 


Este lugar que parecia tão longe tão longe está tão perto, tão dentro, tão em mim... Carrego esse lugar em mim, acho que ele SOU EU.


Estou pronta pra te receber...


Sou grata. Sou grata. Sou grata.


Te amo. Te amo. Te amo.


A paz começa em mim.


Com amor,


Keli

2 comentários:

  1. Lindo, Keli...tão verdadeiro..ressoa em mim.
    Beijo de irmã,

    Li.

    ResponderExcluir
  2. Ressoa também em mim! Que bom que gostou Liliane querida! Bjao

    ResponderExcluir